Projeto Realizado

ORBE

Projeto Conexão Mata Atlântica

2018 a 2020
São Francisco Xavier – São José dos Campos – SP

Cliente
Finatec / Fundação Florestal / Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo

Objetivo
Apoio técnico e de gestão na elaboração de inspeções e planos de ação para as ferramentas de certificação e pagamento por serviços ambientais do Projeto Conexão Mata Atlântica.

Área de Estudo
Distrito e Área de Proteção Ambiental de São Francisco Xavier localizado em São José dos Campos – SP.

Descrição do Serviço
O Projeto Conexão Mata Atlântica é desenvolvido nos estados de SP, MG e RJ, sob coordenação do MCTIC e das organizações públicas ambientais dos 3 estados. Trata-se de projeto realizado com recursos do GEF (Global Environmental Facility) por meio do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

As ações de sustentabilidade são realizadas pelas ferramentas de PSA de Uso Múltiplo, Certificação e Cadeias de Valor Sustentável, cujas características são resumidas abaixo:

  • PSA de Uso Múltiplo: modalidade desenvolvida exclusivamente para SP nos componentes 2 e 3 do projeto. Destina-se a promover melhorias do uso do solo em áreas produtivas, de forma a implantar novas técnicas produtivas e melhorar a oferta de carbono e de biodiversidade. Para ser contemplados, os imóveis são avaliados numa linha de base que estabelece a situação atual e os proprietários/beneficiários, são convidados a estabelecer um plano de ação de melhorias ambientais.
  • Cadeias de Valor Sustentável: destinada a fortalecer cadeias produtivas que incorporem valores ambientais e de sustentabilidade, focalizando no fortalecimento de cadeias produtivas com espécies nativas, ou com cadeias produtivas que possam contribuir com a melhoria de biodiversidade no território.
  • Certificação: o projeto adota 5 protocolos a serem implementados (Transição Agroecológica, Orgânico Brasil, Rainforest Alliance, CERFLOR e FSC).

A EKOCAP teve um importante papel de prover sua expertise no planejamento, execução e monitoramento das ações previstas no projeto para a região do distrito de São Francisco Xavier em São José dos Campos-SP, bem como auxiliar executores selecionados para as outras Unidades de Conservação incluídas no Projeto.

Com a responsabilidade de gerenciar os aspectos técnicos e da elaboração de planos de ação para as ferramentas de PSA e Certificação, nossa equipe esteve diretamente empenhada nas visitas às propriedades e entrevistas com os proprietários.

Os planos de ação para PSA levaram em consideração o levantamento realizado para a confecção da Linha de Base que apresenta um estado inicial em que a propriedade se encontra. Esta análise permitiu identificar as potencialidades de alteração de uso do solo e atividades de conservação que podem ser implementadas com o objetivo de conservação e aprimoramento da biodiversidade de acordo com os protocolos do Programa Conexão Mata Atlântica.

Os planos de ação para a ferramenta de certificação foram elaborados de acordo com a demanda do proprietário beneficiário assim como os atributos mínimos para o atingimento das premissas para a aprovação de um processo de certificação. Durante as visitas realizadas às propriedades foram destacadas as necessidades da viabilidade econômica do empreendimento, assim como as atribuições referentes aos trâmites e acordos estabelecidos entre os órgãos certificadores e os beneficiários.

Em função da expertise de nossa equipe na certificação FSC e da inexistência de um checklist padrão da certificação FSC, elaboramos e implementamos um checklist específico para o projeto baseado no padrão brasileiro de SLIMF, manejo florestal de pequeno impacto utilizado durante as visitas em campo.

Menu